segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

IMPORTÂNCIA DE FRACIONAR AS REFEIÇÕES

Fracionar a alimentação é uma das orientações mais comuns e importantes na atuação do nutricionista. Apesar disso, nem sempre as pessoas conseguem seguir essa recomendação.
.
A falta de tempo para fazer pequenos lanches, a indisponibilidade de alimentos saudáveis e a ausência do hábito de levar alimentos de casa para o trabalho são algumas das causas mais frequentes de erros alimentares relacionados ao fracionamento das refeições. Assim, os nutricionistas precisam de muitos argumentos convincentes para fazer com que as pessoas mudem seus hábitos alimentares e adotem um estilo de vida mais saudável.
.
Muitos estudos evidenciam que o fracionamento das refeições ao longo do dia auxilia a reduzir a fome e a evitar uma supercompensação nas refeições seguintes, apontando para uma relação inversa entre o peso corporal e adiposidade e frequencia alimentar. Além de favorecer o estímulo metabólico e o controle de peso, o fracionamento das refeições também pode melhorar o perfil lipídico. Uma alimentação fracionada pode auxiliar na melhora do comportamento cognitivo e do humor, especialmente se houver uma composição nutricional equilibrada associada à convivência social e à atividade física.
.
Dessa forma, é indicado a realização de 3 refeições principais durante o dia, com pequenos lanches entre elas. A falta de tempo ou de opções de alimentos saudáveis nos lanches intermediários não deve ser um impedimento para que essas pequenas refeições sejam realizadas. Algumas opções práticas de lanches são barrinhas de cereais, iogurtes com cereais integrais, frutas e biscoitos integrais, permitindo o fracionamento adequado da alimentação e garantindo um bom funcionamento do organismo por meio da escolha de alimentos saudáveis e nutritivos.
.
Partilhar