segunda-feira, 4 de maio de 2009

CONSUMO DE CHÁ VERDE EXIGE CAUTELA


O tão popular chá verde, que está cada vez mais sendo consumido por pessoas que desejam emagrecer deve ser ingerido de forma moderada. O chá realmente acelera o metabolismo, porém não faz milagres. Se não associar o seu consumo com uma alimentação balanceada, ingestão de água e prática regular de atividade física, os efeitos podem ser piores do que se imagina.

Extraídos da mesma planta, a Camellia sinensis, os chás verde e branco ficaram populares devido às suas funções terapêuticas. Essas bebidas, porém, exigem cautela ao serem consumidas, pois os benefícios podem, literalmente, virar dor de cabeça.

Os chás possuem níveis concentrados de catequinas e polifenóis, substâncias que agem na prevenção do câncer. Também combatem os radicais livres, protegendo as células e retardando o envelhecimento com mais eficiência que as vitaminas C e E. Além disso, esses chás ajudam a emagrecer, fortalecem as veias e as artérias e reduzem os teores de colesterol ruim.

MAS CUIDADO:
- Os chás verde e branco contêm cafeína, que eleva a pressão arterial. Por isso, não são recomendados a hipertensos, gestantes ou lactantes.
- O consumo exagerado pode causar sintomas como taquicardia, náusea, dor de cabeça e problemas gastrointestinais. Para garantir os benefícios e evitar os problemas, recomenda-se beber três ou quatro xícaras diariamente.
- Os chás verde e branco contêm tanino, que inibe a absorção de ferro. São contra-indicados para pessoas com deficiência desse mineral. Também deve ser evitado o consumo com leite, alimento que pode inibir o efeito antioxidante dos chás.
- Pacientes que fazem uso do medicamento doxorrubicina devem ser monitorados, pois esses chás potencializam seu efeito.
__
Para saber mais:
...
Partilhar

Um comentário:

Fabrício disse...

OI Kity
Parabéns pela iniciativa
adorei o blog
vou divulgar
bjos
Fabrício